X
Menu principal
Início
Alegrete
Prefeitura
Órgãos
Serviços
Notícias
Galerias
X
Menu de acessibilidade
Ir para conteúdo [1] Ir para menu [2] Ir para busca [3] A- [4] A+ [5] Alternar contraste [6] Mapa do site [7]
Menu de acessibilidade Ir para conteúdo [1] · Ir para menu [2] · Ir para busca [3] A- [4] · A+ [5] · Alternar contraste [6] · Mapa do site [7]
NOTÍCIAS
08/04/2022
Secretaria de Meio Ambiente será responsável pela gestão dos resíduos sólidos no município
A Prefeitura de Alegrete, com intuito de melhorar os serviços prestados pelas Secretarias Municipais, iniciou neste mês de abril os estudos para elaboração do projeto de Reformulação da Estrutura Administrativa da Gestão dos Resíduos Sólidos do município, conforme proposto no plano de governo da gestão 2021-2024.

Conforme o prefeito Márcio Amaral, o serviço de coleta, antes realizado pela Secretaria de Infraestrutura, passará para a Secretaria de Meio Ambiente, após enviado e aprovado pela Câmara de Vereadores. “A elaboração desta reestruturação da gestão de resíduos sólidos no município de Alegrete é uma conquista importante para a cidade. O conhecimento, a experiência e o trabalho de nossos técnicos, acumulados ao longo dos anos, será disponibilizado para esta importante iniciativa. É algo que estamos buscando há muito tempo. Tudo isso, sem prescindir da necessária sintonia e diálogo com a sociedade e entidades representativas, que também terão canais de expressão abertos para suas impressões acerca do tema”, explica o prefeito.

A secretária de Meio Ambiente, Gabriella Segabinazi ressalta que a prefeitura busca que a gestão de resíduos sólidos se junte aos objetivos maiores da administração municipal. Tal sistema corresponde a uma estrutura a ser consolidada a partir do mapeamento, planejamento e execução de todas as responsabilidades públicas municipais pertinentes à gestão de resíduos sólidos, tanto no âmbito da coleta e destinação de resíduos quanto nas de licenciamento e fiscalização. “O prefeito Márcio e o vice Jesse buscam os instrumentos disponíveis à gestão, as responsabilidades pertinentes a todos os atores do município, bem como os parceiros disponíveis a essas tarefas. A visão sistêmica que parte dos objetivos da gestão e chega aos núcleos unitários de planejamento, os quais demandam ações a serem implantadas e realizadas visando ao cumprimento de metas específicas alinhadas aos objetivos maiores”, ressalta.

A gestão de resíduos pode ser entendida como uma série de ações que envolvem as etapas de coleta, transporte, tratamento, destinação e disposição final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos. Envolve também ações para a não geração, o reaproveitamento e a reciclagem dos resíduos, bem como reduzir a produção dos rejeitos, que são os materiais que não apresentam viabilidade técnica e econômica para serem reciclados.

O secretário de Infraestrutura, Mario Rivelino, considera que o diagnóstico do que se faz hoje em termos da gestão dos resíduos sólidos certamente se constitui no projeto de futuro que a esmagadora maioria dos municípios traçará em seus respectivos planos. Todavia, diferentemente de uma posição definitiva, de acomodação, Alegrete reconhece os desafios que darão origem a uma gestão ainda mais qualificada. “A gestão terá avanços como a integração da gestão e da operacionalidade, com ações conjuntas de fiscalização e de educação ambiental com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e já a Secretaria de Infraestrutura poderá dar mais atenção às demandas dos bairros e cuidados com a cidade”, afirma.

O prefeito Márcio ainda esclarece que a nível regional atua como presidente do Codepampa para implantar um aterro sanitário regional em Alegrete, com apoio de vários prefeitos e do Ministério Público.
Últimas notícias Ver todas notícias

Vídeos
#VacinaAlegrete - Covid19
Vídeo Institucional Alegrete