X
Menu principal
Início
Alegrete
Prefeitura
Órgãos
Serviços
Notícias
Galerias
X
Menu de acessibilidade
Ir para conteúdo [1] Ir para menu [2] Ir para busca [3] A- [4] A+ [5] Alternar contraste [6] Mapa do site [7]
Menu de acessibilidade Ir para conteúdo [1] · Ir para menu [2] · Ir para busca [3] A- [4] · A+ [5] · Alternar contraste [6] · Mapa do site [7]
NOTÍCIAS
07/01/2022
Prefeitura decreta situação de emergência em função da estiagem
Na manhã desta sexta-feira, 07 de janeiro, foi publicado o Decreto Municipal nº 006/2022, que declara situação de emergência em toda a área rural do município de Alegrete devido à estiagem.

O decreto de emergência possibilita ao município solicitar o apoio do governo estadual e federal no atendimento às famílias atingidas e que residem no meio rural, dependendo agora de homologação.

Conforme o decreto, o que a ocorrência de estiagem na área rural ocasionou a diminuição considerável da capacidade de exploração e armazenamento da água, causando perdas consideráveis nas lavouras e na pecuária.

A extensão geográfica do Município é de 7.804 KM², sendo o maior município em extensão rural do Estado, com 3000 propriedades rurais. Mais de 1800 são propriedades com até 100 hectares, nas quais está ocorrendo escassez de água nas fontes naturais e açudes que abastecem o consumo humano e animal, ocasionando prejuízo humano, social e econômico dentro do atual cenário de estiagem.

REUNIÃO DEFINIU DECRETO
A pedido da Defesa Civil do Município o prefeito Márcio Amaral, o secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Daniel Gindri e o presidente do Sindicato Rural, Luiz Plastina Gomes, se reuniram na manhã da quinta-feira (06/01), na sede da entidade, com o e representantes da Emater-RS, Associação dos Arrozeiros, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, CAAL e Coparcentro para debater a necessidade do Decreto de Emergência em Alegrete em função dos danos econômicos na produção agrícola e da preocupação com a possível falta de água para abastecimento humano e com já visíveis prejuízos para a agricultura e a pecuária. Dos 497 municípios gaúchos, 123 já decretaram situação de emergência.

PRODUTORES DE HORTIGRANJEIROS
Também houve atingimento de forma expressiva dos produtores hortigranjeiros, em onde 27 produtores estimam uma perda, em média de R$ 258 mil de perdas e das pastagens nativas e cultivadas, sem perspectiva de melhora em função da falta de previsão de chuva com volume significativo.

Além disso, diversas famílias já necessitam de transporte de água potável, nas localidades de Jacaquá, Lageadinho, Rincão do 28, assentamentos de reforma agrária e localidade dos Pinheiros. Nestes locais, segundo a Defesa Civil, o atendimento já totaliza 60 pessoas, com fornecimento de 54 mil litros de água, e com solicitação para atender mais 13 regiões do interior do município.
A Prefeitura levou em conta pareceres da Defesa Civil e EMATER/RS.

Confira decreto: Decreto Nº
006-2022
Últimas notícias Ver todas notícias

Vídeos
#VacinaAlegrete - Covid19
Vídeo Institucional Alegrete