X
Menu principal
Início
Alegrete
Prefeitura
Órgãos
Serviços
Notícias
Galerias
X
Menu de acessibilidade
Ir para conteúdo [1] Ir para menu [2] Ir para busca [3] A- [4] A+ [5] Alternar contraste [6] Mapa do site [7]
Menu de acessibilidade Ir para conteúdo [1] · Ir para menu [2] · Ir para busca [3] A- [4] · A+ [5] · Alternar contraste [6] · Mapa do site [7]
NOTÍCIAS
10/11/2021
Prefeitura adota decreto estadual e aulas presenciais voltam a ser obrigatórias na rede municipal
A Prefeitura de Alegrete adotou e recepcionou o Decreto Estadual n° 56.171, de 29 de outubro de 2021, que tornou obrigatória as atividades presenciais de ensino na rede municipal, bem como os protocolos sanitários gerais da Região R03 – Uruguaiana, com data de 05 de novembro.

De acordo com a secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel) Angela Viero, as aulas permanecem com duração de 3 horas por turno, sendo que a hora excedente ficará disponível para planejamento dos professores.

Para completar, a secretária informou que todas as escolas estão prontas para receber os estudantes, já que as adaptações necessárias foram realizadas, quando as atividades presenciais foram autorizadas com a capacidade total. "O retorno obrigatório não significa que as escolas deixem de atender as recomendações de biossegurança do município, como disponibilização de álcool em gel, higienização de ambientes e mobiliário, organização dos intervalos para evitar a aglomeração dos estudantes", argumenta Angela.

A Secel informa ainda que permanecem no ensino remoto os alunos que por razões médicas comprovadas, mediante atestado médico, não possam retornar integral ou parcialmente ao regime presencial. Já em turmas que necessitem de escalonamento para distanciamento e cumprimento dos protocolos obrigatórios, deverão adotar o sistema semanal (semana A e semana B), conforme normativa. “É importante o retorno dos nossos alunos às unidades, uma vez que o espaço serve, além da educação, para fortalecer o convívio social dessas pessoas que estão em formação. Para isso, contamos também com o apoio dos pais, orientando os filhos para que sigam as medidas de biossegurança”, destaca a secretária.

Ela reitera que também não haverá mais a necessidade de preencher o termo de responsabilidade e em sugestão para a logística no atendimento das turmas de berçário e maternal: dias alternados ou semana A, semana B. Ficando assim a cargo de cada escola organizar de acordo com a sua realidade. Observando critérios individuais e de adaptação.
Alunos com sintomas respiratórios ou gastrointestinais serão monitorados e só poderão frequentar as aulas presenciais após testes para a Covid-19 ou atestado médico.
Últimas notícias Ver todas notícias

Vídeos
#VacinaAlegrete - Covid19
Vídeo Institucional Alegrete